Mitos da energia solar

Publicado por Sunlabs em

10 Mitos sobre a energia solar fotovoltaica.

Olá! A energia solar fotovoltaica ainda é uma tecnologia muito nova no Brasil (está em uso nas residências há pouco mais de cinco anos). Ainda existem muitas percepções erradas das pessoas em relação a este assunto. Por isso, a SUNLABS vai desmistificar alguns pensamentos que muitos ainda têm sobre usar o sol para gerar sua energia. Vamos lá!

1. Painéis solares não funcionam em lugares frios e nublados? ERRADO! Os painéis necessitam apenas de raios UV, e isso tem de sobra até nos climas mais nebulosos! A geração média pode cair um pouco, porém as nuvens deixam passar a luz difusa do sol. A Alemanha, por exemplo – país com um número baixíssimo de dias ensolarados – é a líder mundial em utilização da energia solar. Em relação à temperatura, quando os painéis solares estão frios eles conduzem a energia solar muito melhor do que quando aquecidos (o calor excessivo diminui a condutibilidade elétrica). Por isso, a melhor situação para gerar energia são dias ensolarados e com temperaturas baixas ou amenas, como por exemplo durante o inverno seco.

2. Os sistemas de energia solar são muito caros? ERRADO! As instalações de energia solar fotovoltaica estão mais acessíveis do que nunca. No Brasil já existem incentivos de ICMS para empresas que instalam o sistema completo (incluindo materiais e serviços). Alguns estados isentam os consumidores de ICMS na conta de luz, de quem possui um sistema registrado na ANEEL. Hoje em dia o valor por Wp (Watt-pico de potência instalada) gira entre R$ 7 e R$ 10. O baixo período de retorno do investimento (na faixa de 5 a 6 anos) também torna o sistema fotovoltaico bastante atrativo para nós, brasileiros. Comparativamente, na Europa este período de retorno é bem mais longo, passando dos 10 anos, devido à inflação mais baixa que a nossa.

3. Painéis solares necessitam de manutenção constante? ERRADO! Os painéis raramente precisam de manutenção (no máximo limpeza anual com água e sabão neutro) e sua garantia de geração média é de 25 anos.

4. Painéis Solares são feios, grandes e volumosos? ERRADO! Os painéis solares evoluíram ao longo dos anos. Hoje eles possuem aspecto leve e peso reduzido (pesam em torno de 10 kg/m² e se somarmos a estrutura de suporte o sistema não chegará a pesar 20 kg/m²). Sua coloração em geral azulada combina com os mais diversos tipos e cores de telhas. E novas tecnologias estão chegando, tais como vidros e telhas que já vêm com células solares incorporadas a eles ou também as películas solares.

5. Poucos estados oferecem incentivos fiscais para energia solar? ERRADO! Já são mais de 20 estados brasileiros oferecendo isenção de ICMS na conta de luz de quem instala microgeração de energia. E este número continua aumentando.

6. Painéis solares aguentam intempéries, tais como tempestades de gelo (granizo)? CORRETO! Pela norma internacional, todos eles precisam resistir a todo tipo de intempéries, não só pedras de gelo (granizo) como também a nevascas (mais comuns nos países do hemisfério Norte do Planeta), etc. O vidro é protegido dos dois lados por camadas de EVA, composto de alta resistência.

7. Sistemas de geração solar são confiáveis e estáveis? CORRETO! A energia solar pode ser mais confiável do que a energia da concessionária, pois é estabilizada pelo inversor, não possui partes móveis e – caso o sistema contemple baterias – estará livre de quedas de energia (no caso de possuir este complemento). A tecnologia de geração solar já é utilizada há décadas na indústria aeroespacial, em sinalizadores para aviação, ferrovias, bóias de navegação, câmeras de monitoramento em rodovias, etc. Portanto, trata-se de tecnologia consolidada em todo o Planeta.

8. Eu não posso utilizar energia solar se meu telhado não for voltado para o Norte? PODE SIM ! Apesar de, aqui na América do Sul, a face norte ser a mais privilegiada em iluminação solar, quando esta não está disponível, o projeto e instalação do gerador solar contemplará estrutura com angulação que compense esta posição, virando os painéis para os lados mais favoráveis à captação, de acordo com o endereço da futura instalação. É sempre possível encontrar uma posição para os painéis. Por isso a importância de bons parceiros na instalação do seu sistema.

9. A Energia Solar é ineficiente? SIM! De acordo com o Departamento de Energia dos Estados Unidos, a eficiência dos painéis solares mais que quadruplicaram desde a década de 1970. A eficiência média está hoje entre 15 a 19% , situando-se próximo dos motores de veículos à gasolina. Por outro lado, os motores à combustão continuam poluindo e sua eficiência estacionou, enquanto a eficiência dos painéis fotovoltaicos está permanentemente aumentando.

10. Eu não viverei o suficiente para ver o retorno de meu investimento em Energia Solar? VIVERÁ SIM! Na realidade o retorno deste investimento, no Brasil, está entre 5 a 6 anos considerando-se apenas a correção das contas de luz pela inflação (e em alguns anos, como em 2015, as contas aumentam muito acima da inflação). Além disso, nos Estados Unidos uma casa que possui geração solar já aumenta de valor em torno de US$ 20.000 a cada US$ 1.000 investidos no sistema (fonte: U.S. Department of Housing and Urban Development). Esta valorização imobiliária já está começando também a ser considerada aqui no Brasil.

Texto original escrito pelo nosso CEO & Founder Gabriel Bertran.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.